20.10.18

Granola de Outono

Por muito calor que ainda esteja (e hoje foi exemplo disso) certo é que estamos mesmo em Outubro, o Outono já começou quase há 1 mês e há quem já fale no Natal...
E porque nunca como este ano eu estive tão ansiosa que o Verão acabasse (e não fosse eu uma "filha" desta estação), que os dias ficassem mais amenos, que já fosse preciso uma camisola para aconchegar, o chá quente voltasse a fazer parte da rotina, as cores quentes que predominam e a magia dos cheiros que o Outono traz, as castanhas assadas ... Ainda nem eu percebo bem como dum ano para o outro eu iria ansiar tanto pela estação da mudança!
Chegou também a hora de fazer nova fornada da minha granola outonal, com especiarias e com aquele sabor que me apetece nos dias que começam a esfriar.
Estava já mais do que na hora de voltar com uma receita e esta já a devia ter partilhado há muito, espero que a desfrutem e que aproveitem tanto quanto eu.

GRANOLA
Ingredientes

500g de flocos de aveia integral
150g de amêndoas
150g de avelâs (as minhas preferidas)
150g de nozes
50g de pistáchios
200g de côco ralado
50g de sementes de abóbora
50g de sementes de girassol
100g de sementes de sésamo
150ml de óleo de côco
100ml de agave
100g de arandos desidratados (substituir por passas, por exemplo)
canela e gengibre q.b

* Se bem que aqui tenha colocado quantidades, na verdade eu costumo fazer tudo "a olho". Podem utilizar a receita apenas como guia e fazer o mesmo.








Pré aquecer o forno a 160C e "forrar com papel vegetal um tabuleiro (fundo) do forno.
Picar os frutos secos a gosto e misturar com os flocos de aveia numa taça.
Juntar o côco e todas as sementes. Aquecer o óleo (apenas para derreter) e o agave e juntar bem à mistura da taça.
Deitar no tabuleiro previamente preparado e levar ao forno por 30 minutos (a meio mexer bem e rodar o tabuleiro).
Se gostar dos frutos secos mais tostadinhos e o resultado geral mais dourado deixar mais uns 5/10 minutos mas ter cuidado para não deixar queimar e ir mexendo com regularidade.
Quando estiver pronto deixar arrefecer uns minutos e depois juntar as especiarias, os frutos desidratados e as sementes de sésamo. Deixar arrefecer por completo antes de guardar em frascos herméticos.





Esta granola aguenta muito bem (se bem condicionada) uns 3 meses!
Espero que gostem tanto quanto eu e vos conforte nesta nova estação, acompanhando uma taça de frutas da época ou de iogurte natural com uma compotinha também acabada de fazer.























Votos de um feliz fim-de-semana.

10.10.18

The Harvest Ball - a magia das Vindimas








Uma das mais mágicas alturas do ano foi o mote para uma celebração muito especial.




Uma mesa bem farta, cheia de cores quentes e sabores tão característicos da estação. As maçãs, os figos e as especiarias foram os protagonistas deste lanche e a inspiração para o bolo seguiu bem o guião :)






Vejam a reportagem completa na publicação super bonita e especial da Zankyou, através do seguinte link abaixo:

THE HARVEST BALL







Espero que se apaixonem tanto quanto nós pelo Outono e pela magia que nos traz.





















Créditos:
Produção& Cake Design: Bakewell | Direção Criativa & Decoração: O Filho da Rosa | Vídeo & Fotografia: White Valley | Cabelo: Diogo Cerqueira | Maquilhagem: Daniel Vaz | Styling: Sara Cardoso | Jóias: Sofia Calvário - Jóias| Mantas: Burel | Vinho/venue: 1000 Curvas | Roupas: Lúcia Sousa Fashion Store | Louças: Sanimaia | Pão: Mademoiselle Porto





9.10.18

Real Wedding - Casamento Real II


Antes mesmo de dizer adeus aos dias quentes, visto que o Verão parece que está já a dizer adeus e a chuva está para chegar relembramos uma dos casamentos mais bonitos desta estação. Super tropical, super colorido mas acima de tudo cheio de alegria e amor.








Sempre que faço um bolo de casamento e sei a hora a que irá ser o "corte" fico sempre a pensar com estará a correr e como será "o" momento; é por isso muito gratificante para mim quando partilham comigo fotos dessa parte tão especial do casamento.





A alegria e beleza torna-se contagiante só pelas fotos e depois de conhecermos os noivos em questão sabemos que não podia ser de outra forma!

fotos: fotografamos

28.8.18

Mais um ano e uma pequena celebração


Bem, nestes meses tem sido praticamente impossível parar um bocadinho para aqui vir. O trabalho tem sido mais que muito e os tempos livres quase nulos, mas apesar de ter trabalhado metade do dia tive ainda umas horas para celebrar o dia 23 de Agosto :)
O meu aniversário foi nesse dia e ao contrário do que aconteceu no ano passado não fiz uma grande festa. Mas apesar disso não foi um dia passado em branco e como só se repete uma vez por ano alguma coisa de especial e diferente tinha de ter.
Um jantar de família transformou-se na celebração ideal e também motivo para as coisas serem bem mais bonitas e ter uma mesa mais cuidada (e eu bem mais mimada como tive a sorte de nesse dia ser).
Deixo aqui alguns registos dessa noite maravilhosa.




O bolo como não podia deixar de ser foi o "protagonista" e fiquei super feliz com o resultado.
Lindo, delicado e super fragrante.



Pistáchio (um dos meus preferidos de sempre) e Amora são o casal protagonista desta história e quem provou aprovou e apostou no sucesso desta relação.


E este ano foi assim, mais um que se passou e por pouco deixado passar em branco mas acabou por ser bem bonito e especial de tão simples que foi. Mas afinal de contas as melhores coisas da vida são assim!



Fotografias: ninho
Decoração floral: O Filho da Rosa
Cabelo: Diogo Cerqueira
Maquilhagem: Daniel Vaz
Jóias: Sofia Calvário
Vestido: Baguy
Local: Wine Bar Casa da Viúva
















31.7.18

Real Wedding - Casamento Real



E de repente mais de 2 meses se passaram sem uma publicação sequer.
Esta é a altura de mais trabalho e quis este ano que as minhas férias fossem também neste período, por isso dei aqui um descanso ao blog (tudo isto aliado a muito pouca inspiração e uma enorme exaustão).







Hoje regresso com fotos lindas do casamento incrível de um jovem casal australiano que escolheu Portugal e a Pousada de Viana do Castelo para celebrar a sua união.


A decoração floral maravilhosa em tons pastel (bem como toda a organização foi da responsabilidade da Crachá - Wedding Agency) foi de encontro aos tons da decoração da sala e ficou harmoniosamente perfeito.



As fotos ficaram a cargo do João Almeida e pela primeira vez tive o registo do momento do corte do bolo. Embora eu não esteja presente neste momento quando sei as horas a que decorrerá fico sempre a pensar como estará a ser e é muito gratificante ver depois como foi e correu. 



Espero que tenham gostado e sentido um pouco do ambiente contagiante que as fotos transmitem.
Vemo-nos na próxima publicação, tenham um boa semana e que este esteja a ser um óptimo Verão, repleto de alegria e muitas festas.







  




22.5.18

Inspiração Royal e o mês da noiva






No mês das noivas, que começa em força a época de casamentos e ainda no rescaldo do casamento real eu e Luís d' O Filho da Rosa inspirados neste casamento "revolucionário" no que toca a quebras de protocolo a alterações a séculos de tradições (muito mais bonito, descontraído e contemporâneo) fizemos a nossa versão tanto a nível de bolo com da decoração.






Tenho a dizer que aquando a notícia do sabor escolhido para o bolo fiquei agradavelmente surpresa por não seguirem a tradição do pesadíssimo "fruit cake", bolo de frutas e álcool (para preservar) coberto com marzipan e pasta de açúcar, que chega a durar décadas. Ao invés optaram por um leve e primaveril bolo de limão e flor de sabugueiro, feito por Claire Ptak da Violet Cakes







Identifiquei-me por completo: fresco, sazonal e floral indo muito de encontro aos sabores que gosto e do trabalho que faço. Foi para mim por isso uma delícia "replicar" este bolo e sentir tanto o romance quanto a fragrância da flor de sabugueiro no ar.




 Espero que esta proposta seja do agrado das noivinhas (e não só) e que seja a tendência da estação; está já na lista dos meus favoritos.


E por fim, o mais importante, o aspecto interior do bolo :)

Aqui para além da frescura cítrica e da minha adorada flor de sabugueiro a adição duma compota complementa de forma perfeita este bolo.

Uma boa semana!
E que esta seja a mais bonita e feliz "wedding season" para todos.












10.5.18

Ultra Violet - Pantone 2018


Se me perguntassem quando saiu a novidade da cor do ano eu nunca diria que a ia escolher para um trabalho. Não é a minha preferida nem à partida pensei que seria uma cor "vencedora" ou que combinasse bem com qualquer coisa.
Mas quis o "destino" aka Silvia Bifaro do blog Salvia + Limone e o seu delicioso bolo vegan (que experimentei aquando a minha última visita a Londres, desta vez vez para fazer um workshop de food styling e food photography com ela e com a querida Aimee Twigg do Twigg Studios), que eu ficasse tão maravilhada com aquela pequena delícia e o quisesse reproduzir. Aproveitei o lanço e as dicas aprendidas no workshop e criei em conjunto com o Luís um cenário inspirado no que foi feito em Londres e que tão bem reflecte o trabalho da Silvia.






Sim, este foi só um dos bolos mais maravilhosos que já provei e até sonhei com isso. Tanto que tive que deitar mãos à obra (neste caso massa) mal pude e fazer experiências para conseguir criar algo parecido.
Ok, não é em nada semelhante, apenas nos ingredientes principais. Ficou muito bom, mas precisa de melhoramentos e acertos nas quantidades.




As lembranças boas que tenho deste bolo (e ainda mais do da Silvia) só me fazem desejar ter um tempinho livre para continuar nas minhas experiências.





O que é certo é que (e receitas à parte) o resultado deste trabalho, em conjunto com O Filho da Rosa, resultou tão bem que acabei por ficar rendida a esta cor.



E agora só pelo facto de olhar para estas pequenas fatias (nada desencaminhadoras, porque o bolo é também vegan; sem açúcar refinado e sem gluten - ainda tem o plus de conter uma boa quantidade de matcha. Por isso é mais do que perfeito e saudável) e ainda por cima em hora de lanche só me dá vontade de voltar repetir.













9.5.18

Bouquets em forma de bolo

Estou em falta para com este cantinho, há quase 2 meses que não publico nada e tanta coisa se fez entretanto. O que é certo é que o trabalho tem sido mais que muito e o tempo para parar e organizar a "casa" quase nulo!








A nossa querida Primavera chegou tímida e a chuva teimou em ficar, mas como se costuma dizer "sem chuva não há flores", ou o super apropriado "chuvas de Abril, flores de Maio" ...  por isso mesmo hoje faz-se por cá uma publicação em jeito de "homenagem" às flores e um "apanhado" dos bolos destas últimas semanas de Abril.






Esta é a época do ano que mais gosto, por todas as flores que nascem um pouco por todo o lado, seja nos jardins, como nos campos.
As árvores de fruto (a flor de laranjeira, por exemplo e neste momento, é só a coisa mais deliciosa e cheirosa que existe) ou pelas pequenas flores que cobrem os campos e os deixam tão coloridos.



Aqui o exemplo da flor de cerejeira (uma das minha preferidas), ou então de macieira que também é tão linda e delicada.
E agora que a fragrância dos tão lindos sabugueiros paira no ar está na altura de os tornar os próximos protagonistas, farão certamente parte do meu próximo fim de semana :)
Até breve! 

























20.3.18

O grande número 3 - Aniversário da Bakewell

Pois é, e num abrir e fechar de olhos este é já o 3º aniversário da Bakewell, no dia em que começa a minha estação do ano preferida (fico sempre duplamente feliz).
Apesar de parecer que foi tudo muito rápido, sei que foi um longo e por vezes penoso caminho que foi percorrido; quando olho para trás e faço uma retrospectiva no género daquelas de em segundos veres a tua vida até fico cansada... Nada se faz sem trabalho, tenho agora cada vez mais essa noção e estes 3 anos são exemplo disso, mas um bom exemplo e muito recompensador!








Este último ano foi especial, mesmo muito especial e por isso fiz um balanço pessoal e profissional do que mais marcou:
Foi o ano em que a Bakewell mais cresceu e se destacou,
Foi o ano em que tive mais trabalho, clientes e se destacaram também os que estão cá para ficar,
Foi o ano em que me disseram que os meus bolos eram muito caros,
Foi o ano em que me disseram que os meus bolos eram demasiado baratos,
Foi o ano em que usaram a desculpa do falecimento dum familiar para cancelar uma encomenda em cima da hora,
Foi o ano em que se dispuseram em ficar até ao último dia à espera que eu pudesse garantir a disponibilidade para fazer o seu bolo,
Foi o ano em que me disseram que eu já tinha passado o meio dia da minha vida e que não tinha objectivos nenhuns,
Foi o ano em que a Bakewell ganhou um prémio de reconhecimento dos outros profissionais da área, apareceu em publicações de blogs e plataformas de casamentos e recebeu o convite para fazer parte de revistas da especialidade,
Foi o ano em que tive dúvidas sobre o meu potencial e me perguntei se tinha estofo para aguentar a pressão,
Foi o ano em que tive a certeza de que este era o meu caminho e propósito e consolidei o conceito da Bakewell,
Foi o ano em que mais pessoas conheci e em mais trabalhos e projectos participei,
Foi o ano em que percebi que nem todos são sérios e profissionais mas que é assim que se aprende,
Foi o ano em que também percebi que nem todos nos querem bem e que acham que tudo deriva da sorte,
Foi o ano em que tive a certeza que tudo depende e resulta do trabalho árduo, persistência e dedicação e de não ficar sentado à sombra da bananeira à espera de milagres,
Foi o ano em que menos dormi, menos descansei e menos cuidei de mim,
Foi o ano em que me senti mais feliz, preenchida e realizada,
Foi o ano em que mais envelheci e mais notoriamente o percebi,
Foi o ano em que o comecei a aceitar ainda que com alguma dificuldade, não há problema nenhum nisso pois isso não me diminui e continuo capaz de fazer as mesmas coisas da mesma forma,








Com isto tudo quero apenas fazer um desabafo sincero e espontâneo e dizer que há sempre o lado bom e o menos bom das coisas como em tudo e não há mal nenhum, é natural que assim seja.
Mas se pararmos para pensar o positivo é sempre mais e melhor, nem tudo (nem todos) são rosas mas por mais espinhos que existam nas flores e na vida, a sua beleza supera sempre as coisas menos bonitas.







Bonito mesmo é este dia, o mais bonito do ano ainda que desta vez com algum frio mas o sol resolveu vir brilhar!






O meu enorme obrigada a todos! Vamos agora celebrar :)







Fotos: ninho
As flores lindas e o ramo mais maravilhoso que alguma vez vi e recebi estiveram a cargo do: O Filho da Rosa
Maquilhagem: Patrícia Pinheiro - Make Up

12.3.18

A caminho da Primavera

Embora possa não parecer, estamos a 1 semana do início da primavera, que é como quem diz: do aniversário da Bakewell e depois de longos meses de ausência no que toca a receitas deixo aqui em jeito de prenda por esta celebração e pela enorme gratidão que sinto por todos aqueles que seguem e gostam do meu trabalho uma receita bem simples mas saborosa e reconfortante. Ideal para aproveitar a época dos citrinos e ajudar ainda no reforço de vitamina C porque o frio e a chuva parecem querer continuar.







Bolo fofo de laranja

Ingredientes:

200 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
200 g de açúcar amarelo
raspa de 2 laranjas
4 ovos
2 colheres de chá de fermento
450g de farinha de espelta
1/2 colher de chá de água de flor de laranjeira
180 ml de bebida de amêndoa (ou leite)
60 ml de sumo de laranja


Indicações:

Pré aqueça o forno a 170º C e unte uma forma grande com buraco.
Peneire a farinha e o fermento e reserve.
Numa taça misture a bebida vegetal (ou leite) com o sumo de laranja e a baunilha e reserve (vai criar uma espécie de leite coalhado e é esse o objectivo).
Bater por cerca de 3/4 minutos na velocidade média-alta a manteiga, o açúcar e a raspa da laranja até ficar macio e claro. Junte depois os ovos, um a um, batendo bem entre a adição de cada um deles.
Baixando depois a velocidade da batedeira adicionam-se os ingredientes secos em 3 adições alternando com os ingredientes líquidos em 2 adições (termine com a mistura da farinha envolvendo apenas, tendo o cuidado para não bater demais).
Deitar a massa na forma, nivele e leve ao forno entre 50 a 60 minutos (faça o teste do palito para ver se sai limpo e a massa está cozida).
Deixe arrefecer na forma no mínimo 15 minutos, podendo servir ainda morno ou deixar arrefecer por completo numa grelha.





Nota: como complemento pode fazer uma calda com iguais partes de açúcar e sumo de laranja e regar enquanto está quente; ou então servir com iogurte natural servido com umas raspas de laranja e canela.
Qualquer opção é garantidamente satisfatória
Bom proveito.






Se fizerem a receita partilhem comigo a vossa experiência :)