18.1.16

E assim começa / And so it begins

Estava difícil fazer a primeira publicação do ano. Tal como as desculpas que se arranjam para não cumprir as resoluções propostas, as minhas estavam já a estender-se com uns "ai não tenho tempo", "os muffins sairam-me mal" ou o "não estou inspirada"... Mas é verdade, quis eu começar o ano com uma publicação saudável, experimentando uns muffins menos calóricos, sem açúcar e com um ingrediente menos provável e nutritivo... o feijão preto. O que é certo é que não correu bem, pelo menos no meu ponto de vista e para o meu olfacto e palato. As críticas até foram positivas mas confesso que vou deixar o seu papel manter-se nos pratos salgados. Nem sequer tirei fotos, fiquei tão desconsolada e desanimada que andei a adiar a publicação saudável por causa duma tentativa falhada, daquelas que nem sequer deveriam ocupar mais espaço no pensamento e que deveria apenas servir para seguir em frente e fazer outras experiências... Quem sabe até piores :)
Feijão preto à parte e porque as fotos do senhor que se segue estavam quase a entrar no esquecimento vamos dar-lhes protagonismo porque bem merecem. Até porque nos levam nem que seja por breves instantes para os dias quentes de Setembro cheios de sol e luz.



Um belo e delicioso bolo de chocolate e beterraba (também ele sem açúcar) que começou por ser um brownie aquando a minha primeira experiência, mas resulta melhor assim. Não torçam o nariz quando ouvem "beterraba", não se dá por ela e torna o bolo muito mais húmido e nutritivo, não pesa na consciência nem na balança.
Outro exemplo de doces mais saudáveis são estes muffins de cenoura e noz pecan, uma versão mais light do meu afamado bolo, sem cobertura e com menos açúcar. 



É fácil não sair da linha, as opções são mais que muitas e actualmente há um infindável leque de substitutos do açúcar e opções mais leves de muitos dos mais apreciados e tradicionais doces.
Deixem as desculpas de parte, comecem este novo ano cheios de energia positiva, não se deixem abalar pelos muitos dias cinzentos que ainda vamos ter pela frente e ponham em prática nem que seja uma das resoluções a que se propuseram. A partir daí se calhar seguem-se as outras.
Um doce e feliz ano para todos!


Sem comentários:

Publicar um comentário