16.8.16

Os pêssegos mais suculentos

O Verão continua em alta, o trabalho tem sido tremendo e por isso as publicações este mês não aconteceram e apesar da dificuldade com que me tenho deparado em utilizar o forno devido às altas temperaturas nem por isso tive a ideia mais fresca para a receita deste mês em parceria com o Intermarché. O que se passa é que na realidade eu não sou grande fã de sobremesas de verão e os gelados nunca foram a minha perdição, a não ser como acompanhamento de algo e aí o caso muda de figura.
O que proponho este mês vai de encontro a essa premissa: uma Galette de pêssego e nectarina acompanhada por um fresco gelado de nata, que é tão rápida e fácil de fazer que nem custa usar o forno, até porque... o resultado é delicioso!




Ingredientes

1 embalagem de massa quebrada Monique Ranou
3 nectarinas e 2 pêssegos maduros Programa Origens (bem doces e suculentos)
2 colheres de sopa de açúcar Fazenda
1 colher de sopa de farinha sem fermento Chabrior
Raspa e sumo de um limão
Umas folhas de tomilho-limão fresco mais uns pezinhos para decorar (opcional)
1 ovo tamanho L Ovos do Monte
2 colheres de sopa de açúcar mascavado ou demerara
75 a 100 g de manteiga Terra de Sabores
1 embalagem de amêndoa moída Paquito

Indicações

Pré aquecer o forno a 220C e desenrolar a massa quebrada num tabuleiro de ir ao forno, mantendo o papel vegetal que vem junto a forrar. Com a ajuda duma colher de sopa fazem-se 5 montinhos de manteiga no centro da massa e cobre-se com metade da amêndoa moída, reserva-se enquanto se prepara o recheio.

Descascam-se os pêssegos e as nectarinas e cortam-se fatiados para uma taça grande, onde se junta o açúcar, a farinha, a raspa e um pouco do sumo de limão e o tomilho-limão, mexe-se com cuidado até ficar bem combinado. Coloca-se este preparado sobre o centro da massa já pronta e dobram-se as extremidades para dentro cobrindo apenas um pouco do recheio.
Bate-se o ovo para depois pincelar os rebordos da Galette e por fim polvilha-se por cima com o açúcar mascavado/demerara.
Vai ao forno 20 a 25 minutos, até a massa ficar cozida e bem douradinha.
Deixa-se arrefecer (se conseguir) e serve-se simples, decorado com os raminhos do tomilho-limão ou acompanhado de gelado de nata Ádelie.


Sou um pouco suspeita já que gosto de todas as minhas receitas (se bem que umas correm melhores que outras), mas até agora esta é a minha preferida. E acho que o resultado foi tão bonito.
Espero que experimentem, que gostem tanto quanto eu e que aproveitem bem este último mês de Verão, a próxima receita virá já em tempos de queda da folha e dos seus tons quentes!


Nota: todos os ingredientes estão disponíveis no seu Intermarché.

Sem comentários:

Publicar um comentário